Porque não escrevo para crianças

Perguntaram se eu não escrevo para crianças. Depressa disse que não. Mas logo me peguei pensando, por que não? Foi tão espontâneo essa negativa, estranho. Na verdade, bem lá no fundo eu sei. Tenho medo. Imagina uma criança lendo meu eu. Sim, porque crianças lêem nossa alma. Elas nos desconcertam, nos inquietam,  desconstrói a gente num sorriso, num simples gesto. Elas descobrem nossos medos mais secretos, desmoronam nossas defesas com descaradas perguntas. O que eu poderia escrever para elas? Ah se soubessem… A grande verdade é que os adultos são muito mais inseguros que vocês, a diferença é o orgulho e a maquiagem. Disfarça quase tudo. Reparem que evitamos olhar nos olhos. Velha tática, para vocês não enxergarem nossa alma.

Veja também

E aí, o que achou? Comente aqui, seu feedback é muito importante para mim.