Filho

Quando descobri que te esperava,
Precisei me desarmar de tudo que pensava…
Jesus ouviu minha oração simples na cozinha,
Aquele dia de tardinha, lavando a louça…
Eu te queria, como queria!
Mas o medo era meu gigante.

Pelas minhas contas você já estava aqui,
Em mim.
Mas eu ainda não sabia,
Meu presente de 30 anos já estava embrulhado.

Nos três primeiros meses eu sofri bastante filho,
Acho que você também né?
Estávamos nos acostumando,
Nossos hormônios a mil,
Sua testosterona me fez odiar tudo que amo,
E pedir um açaí de 500 ml, às 23h, que detesto!

Eu lembro do primeiro dia que te senti mexer,
Você me fez cócegas filho, eu ri!
Depois eu viciei, e quando você fica quietinho eu te cutuco,
Fala comigo! Ei, você tá bem?

Estamos na reta final!
Falta bem pouco pra eu conhecer seu rostinho,
Pra você chorar e me fazer sentir impotente por não entender o que precisa,
Pra eu morrer de amor contigo nos meus braços,
Pra eu chegar do trabalho e você abrir seus bracinhos chamando por mim!
Mãe, mamãe.

Te olhar todos os dias,
Lembrar com detalhes do processo,
De espera, amadurecimento, dor e aprendizado…
Ter a responsabilidade diária de formar um cidadão de bem,
Cuidar da sua saúde física, mental e espiritual,
Com a consciência de que um dia você vai trilhar seu caminho,
E vai sair das minhas asas,
Para voar.

De uma coisa eu tenho certeza,
Aqui dentro tudo mudou, para sempre.
Você veio para me ensinar,
Sobre o verdadeiro amor,
Sobre a real resiliência.

Que Deus te abençoe meu filho,
E sobre ti seja derramada toda Graça.
Venha no seu tempo,
A dor que eu vou sentir é pra gerar vida!
E quando o oxigênio entrar em seus pulmões,
Seu primeiro choro,
Eu serei a primeira a te abraçar e dizer
Estou aqui, sempre estarei!
Amado do Senhor.

Veja também

Não saia sem comentar, seu feedback é muito importante para mim ^_^