Ser humano bicho

Estava vendo as notícias…

Em breve teremos alterações no Estatuto do Desarmamento, onde será “facilitado” ao “cidadão de bem”, a compra de arma de fogo de uso permitido, claro, com todos os requisitos, normas, exigências, etc, etc.

Daí eu questiono… Você sabe o preço de uma arma? O cidadão de bem que vai adquiri-la não é o pobre! Pobre não vai deixar de pagar as contas para comprar uma arma de fogo.

Na mesma linha, não é o pobre que financia o tráfico!

Mas é de pobre que as penitenciárias femininas e masculinas estão lotadas! Porque o “perfil social” do bandido é preto e pobre.

Nosso país não tem educação para armar os cidadãos. O sistema judiciário é racista, elitista e seletivo! Não estou falando sobre algo que li por aí, estou afirmando fatos dos quais eu vivo e convivo!

Para que seja mudado um Estatuto como tal é necessário alterar todo um conjunto, o que não será feito.

Um homem negro portando arma de uso permitido, devidamente registrada, habilitado, foi parado em uma “blitz” pela Polícia Militar. Apresentou seus documentos, O PM pediu um dinheirinho pra tomar café, ou então… “plantava” uns acessórios extras no carro do cidadão. Mas o rapaz estava todo correto, deixou ser levado para a DP. Não pagou! Mas para sua infelicidade a delegada também pediu um trocado, afinal, polícia não mente! Ele chamou o advogado… Não adiantou, o sistema é comprado da base ao topo! Conclusão: ele foi condenado e responde até hoje.

Sabe jogo da vida, quando tiramos a carta errada? Volte 10 casas. Voltemos… Educação começa em casa!

Eu trabalho em uma clínica odontológica particular, onde os pacientes pagam mensalmente um determinado valor. Observo os responsáveis ao levarem seus filhos pequenos, os deixam subir nas cadeiras, pendurar no balcão, molhar, sujar o chão, riscar as paredes. Gente! O que é isso? É o dinheiro deles que está ali! Eu realmente não entendo.

Num outro cenário não tão distante, o governo constrói e entrega escolas para o Ensino Fundamental e Médio, o que os alunos fazem? Sucateiam, destroem, quebram, acabam com tudo!  Culpa do governo? Não! Vandalismo é responsabilidade individual e coletiva.

Agora pense: pessoas que estão com sua liberdade cerceada, cercado por grades, defecando no chão e se equilibrando para não serem mordido pelos ratos, com tanta coisa para se preocuparem… Arrumam tempo para humilhar, violentar e matar aqueles cuja orientação sexual é diversa da deles.

Nós cumprimos duas sentenças aqui: uma imposta pelo juiz e outra imposta pelos prisioneiros”. Relato de um presidiário homossexual publicado no relatório O Brasil Atrás das Grades: Abusos Entre os Presos, da ONG Human Rights Watch“.

São diversos exemplos e o mesmo problema: falta de educação! Ser humano bicho.

O que é mais fácil? Armar a população “de bem” ou desarmar o “poder paralelo”? Eu e você temos a resposta, mas de boa… O dia que eu deixar de ver fuzil nas mãos de moleque de 13 anos na Av. Brasil fazendo arrastão, eu refaço esse post! Por enquanto, a segunda opção é utopia, e a primeira, infeliz decisão.

Continue Reading

Palavra de ordem: atitude!

A coisa mais linda que Deus criou foi o LIVRE ARBÍTRIO. Todos nós temos a liberdade de crer no que e em quem quisermos; de ser ou tornar-nos o que melhor convém;

Plantaremos limão com a certeza que colheremos limão, e NÃO cereja! Porque a natureza é justa, assim como o SEU Criador.

Ficar em silencio nem sempre é uma forma de conformismo ou aceitação, pelo contrário! As vezes a gente precisa deixar o próximo a mercê das próprias atitudes… E bendita ou maldita sejam as escolhas… De fato, só podemos ajudar quem de coração quer ser ajudado! Somos limitados, transbordamos “achismos” e na maioria das vezes condicionamos nossa fé às circunstâncias, pecamos!

Mas então vem Jesus, INCANSÁVEL, com todo seu amor, misericórdia, graça e paciência e diz FILHO, FILHA: Eu te ajudo. Eu te liberto. Eu te sustento. Não olhe para trás, nem para os lados, vem e me segue, pois Eu te amo.

Daí eu lembro da história da mulher Samaritana… Jesus a encontrou junto ao poço de Jacó, quando estava passando pela região de Samaria (João 4:4-6). Era meio-dia e os discípulos de Jesus tinham ido à cidade para comprar comida. A mulher samaritana veio para tirar água do poço e Jesus lhe pediu um pouco de água.

 

A mulher samaritana lhe perguntou: “Como o senhor, sendo judeu, pede a mim, uma samaritana, água para beber?” (Pois os judeus não se dão bem com os samaritanos.)

Jesus lhe respondeu: “Se você conhecesse o dom de Deus e quem está pedindo água, você lhe teria pedido e dele receberia água viva“.
Disse a mulher: “O senhor não tem com que tirar água, e o poço é fundo. Onde pode conseguir essa água viva?

“Quem beber desta água terá sede outra vez, mas quem beber da água que Eu lhe der nunca mais terá sede. Ao contrário, a água que eu lhe der se tornará nele uma fonte de água a jorrar para a vida eterna”.
Ela respondeu: “Senhor, dê-me dessa água, para que eu não tenha mais sede, nem precise voltar aqui para tirar água”.

Vá, chame o seu marido e volte”. “Não tenho marido”, respondeu ela.

Disse-lhe Jesus: “Você falou corretamente, dizendo que não tem marido.O fato é que você já teve cinco; e o homem com quem agora vive não é seu marido. O que você acabou de dizer é verdade”.

 

Essa passagem não sai da minha cabeça. E há nela 3 informações que também não devem sair da sua mente:

1) Ele não faz acepção de pessoas, nem há Nele “medidor” de pecados: Jesus era judeu, os judeus não se relacionavam com os samaritanos. Mas Jesus é despido de qualquer religiosidade, doutrina, Ele era revolucionário! De fato Ele está preocupado com quem é você, quando ninguém vê! Quem mentiu, quem matou, quem traiu… Para Ele tem o mesmo peso, Ele é nosso JUSTO juiz, somente Ele!

2) A paciência, o amor de Jesus. A mulher foi buscar água do poço para beber, e mesmo Cristo dizendo que Ele é a própria fonte de água, ela não conseguia compreender…. Mas Ele não desistiu e NUNCA vai desistir de revelar-se a nós; 

3) A nossa sinceridade move o coração de Deus: Jesus já sabia que aquela mulher não tinha marido, e o que ela vivia não era dela, mas ele a pediu para chamá-lo, e ela disse a verdade. Ele não tinha a mínima preocupação se aquela mulher tinha ou não marido, Cristo apenas queria ver a sinceridade do coração dela. Assim Ele é com os nossos pecados, o que Ele deseja é nosso arrependimento genuíno e sincero e nossa firme decisão de segui-lo sem olhar para trás.

Ontem na célula aqui em casa, através da minha irmã em Cristo Cyntia, Deus nos lembrou que nosso único trabalho é descansar Nele. Devemos andar na contramão do mundo, lutar pela santidade, o que não é tarefa nada fácil!  Lembrei dos meus primeiros passos com Cristo, e de um trecho de uma das minhas poesias “Superar, Avançar e Prosseguir”

Bendito És meu Redentor!
Que tanto me esperou…
Da minha desobediência, lamentou!
E mesmo assim, me amou.

Ah! Quem disse que foi fácil?
Desfazer daqueles laços…
Ver meus queridos zombarem,
De tudo que hoje, eu não faço!

Uma escolha,
Um pedido,
Não imaginava mudar tanto meu caminho…

Fiz tudo de coração contrito!
Sem saber o que viria
Genuinamente agradecida
Pela Paz que me enchia…

 

Não foi fácil abandonar meus “pecados de estimação”, não será fácil para ti também! Mas vale a pena leitores, vale a pena! É difícil fazer o bem para quem te maltrata, é difícil negar a própria carne quando ela grita! Mas vale a pena obedecer ao Aba, nosso paizinho. Quando você compreender a paternidade do céu, seu coração vai doer, vai rasgar, não vai suportar magoá-lo. E então dia após dia, você se tornará semelhante a Ele, de glória em glória.

 

 

Continue Reading

Paixão de Cristo: o que Ele quer é sacrifício vivo!

Ei! Sei que hoje já passaram milhares de coelhinhos desejando boa Páscoa em sua timeline, mas eu vim aqui, depois de quase um mês ausente, dizer para você que a cruz está vazia! Eu também comerei peixe hoje, mas o que Jesus quer mesmo, é sacrifício vivo! 

“Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus”. Romanos 12:1-2

Nos quatro cantos do mundo, o nome de Cristo está sendo lembrado hoje de alguma forma. Foi decisão do Pai que Seu filho morresse pelos nossos pecados, por amor, pela graça somos livres! Ainda que esse papo não te faça o menor sentido, ainda que sua fé seja outra, não importa! Inocente, Ele morreu por mim e por ti, por quem crê e por quem blasfema… Ele nos ama!

E esse amor precisa ser proclamado, transbordado por nós todos os dias! Não em apenas uma semana. A abstenção tem que ser contínua, não da carne que entra pela boca, mas da nossa própria carne! 

E o que é sacrificar nossa própria carne? É deixar de fazer o que você quer, o que você acha que é certo, e fazer conforme a vontade Dele. Chega de murmuração! Você está respirando, não está? Então seja grato(a)! Não revide o mal, resista ao egoísmo diário, não compactue com o que é errado. Não entristeça o coração do seu Pai.

O que contamina o homem não é o que entra na boca, mas o que sai da boca, isso é o que contamina o  homem“. Mateus 15:11

Queria falar contigo da forma mais simples possível, assim como Ele é! Lembre da crucificação com gratidão, coloque todas as suas dificuldades na cruz, toda dor, toda lágrima… Com a certeza que o Pai vai te por no colo, te segurar pela mão e restaurar todos os teus sonhos! Você não está sozinho(a) nessa!

Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados”. Isaías 53:5

Feliz Páscoa!

Continue Reading

Qual é o seu propósito?

Num tempo em que estamos desesperadamente tentando conquistar o mundo, faz-se necessário um momento de silencio. Reflexão sobre o nosso próprio”eu”. Quem é você quando ninguém vê?

Lembra de quando era criança? Aqueles sorrisos soltos, curiosidade da vida, esperança intocada! Não é nostalgia meu bem, é uma parte de você que foi atropelada pela “fase adulta”.

Um dia ouvi uma coisa que faz todo sentido, veja só: “o propósito da nossa vida tem a ver com nosso dom natural”. Encaixou. O que você seria capaz de fazer por toda a vida, na maior facilidade, independentemente de dinheiro e circunstâncias? Você tem habilidade para quê? Já pensou nisso? Muitas perguntas né, eu sei, mas isso é um exercício de autoconhecimento.

Aquilo que você desenvolve com facilidade é o sinal para sua missão! Sim, porque não viemos à passeio nesta vida, precisamos nos mexer! Use seu dom em favor de alguém, e principalmente de você mesmo. Tem gente bem mais perto que imagina, precisando de você, acredite!

Quando entendemos e colocamos em ação nosso propósito tudo ao redor ganha novo sentido, ou para algum começa a fazer sentido… As vezes é um processo longo e dolorido, eu sei. Mas extremamente necessário para nossa felicidade.

Existe um lugar reservado pra ti. Você compreende isso? Não se trata de um lugar que vão dar um jeitinho pra você entrar, ou que vai ser adaptado pra você, ou que não serviu para outro e você vai substituir…. Existe um lugar que é só seu. Reservado desde antes a fundação do mundo pra ti. 

Faça uma retrospectiva de você mesmo até aqui. E veja, por onde sua essência tem se perdido ao longo desses anos… Recupere, tome fôlego e recomece.

Continue Reading

Na verdade, fé a gente até tem… O que falta é força

Conversando com uma amiga esses dias sobre algo que estou passando, ela me disse: “na verdade, fé você tem… O que te falta é força“. E eu fiquei pensando a semana toda nessa frase, fui confrontada, indiretamente ela me instigou a sair da “zona de conforto”. Porque convenhamos, lutar pelos nossos sonhos às vezes cansa! E pior, quando fincamos raízes no problema, perdemos o norte do que realmente queremos. Quantos projetos nós pausamos ou sequer começamos por desânimo todos os anos? Reflita.

E aqui, quando falo de “força” é no sentido literal. Fazer força dói, mas a dor gera vida, aprendizado, resistência e principalmente resiliência. Não sou mãe, nem esse post nada tem a ver com maternidade, mas o exemplo do parto é uma das melhores respostas do céu e da natureza, de que a força, impulsionada para o bem, gera frutos e sorrisos a curto, médio ou longo prazo.

Não é só a mulher que sente dor na hora do parto, o bebê também sente. Afinal, é a primeira vez que o ar entra em seus pulmões e… ele chora. Contudo, em alguns momentos, chorar é um ótimo sinal, oxigênio é vida! E isso me remete a outra reflexão… Nove meses de conforto, mas na hora certa precisamos sair do aconchego e encarar o mundo, os perigos e boas surpresas que a vida naturalmente nos traz.

Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.
Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou;
Tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derrubar, e tempo de edificar;
Tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar;
Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar;
Tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de lançar fora;
Tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar;
Tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz“.
Eclesiastes 3:1-8

Tem situações que enxergamos como barreiras intransponíveis, que só a mesmo para nos sustentar, mas tem outras, que precisamos decidir suar, persistir até alcançar. Lembrei do meu 2º livro parado, dos meus projetos de ressocialização engavetados, do blog sem visualizações… E atualmente, da minha inconstância generalizada em quase tudo na minha vida. Meu coração doeu! A sensação é de frustração. Fazer e não fazer, os dois tem consequências, então na maioria das vezes, muitos de nós, optamos pelo que “dá menos trabalho”, a inércia. Precisamos mudar isso, né? Mas quem disse que é fácil? Eu bem sei que não é.

Queria ter uma conclusão para esse post, mas ainda estou reconstruindo as minhas bases e repensando alguns conceitos. Bora fazer uma lista do que precisamos retomar, mudar, ou mesmo parar esse ano? Tem algo que eu possa te ajudar? 

Continue Reading