A noiva contaminada

Estão fazendo a Tua casa de comércio!
Nas prateleiras vendem: milagres, cura e prosperidade,
Nos balcões oferecem: religiosidade, misticismo e heresias.
E assinam Teu nome, em cada embalagem pra disfarçar.

Onde estão teus atalaias?
De corações contritos,
Com sede de Te proclamar!
Por que desprezaram o Evangelho genuíno?

Quem são esses de impressionante retórica,
Prostituindo Teu altar,
Esvaziando Teus filhos…

Desperta Teu povo Cristo!
Arranca de nós essa moldura torta,
Levanta uma geração simples e santa como Ti.

Continue Reading

Infâncias Deturpadas

O que estão fazendo com as nossas crianças?
Fecharam os olhos para a erotização da infância.
As despiram de toda pureza,
Num bombardeio diário e covarde de luxúria e ostentação…

Os pais estão ocupados, sem paciência, alienados!
A tecnologia virou o “calmante” dos seus filhos desde o nascimento.
O ensino do lúdico sadio está em extinção,
Deprimente nação! Formando mini adultos doentes…

Não se trata de nostalgia,
Do tempo que criança era criança,
É dor mesmo, indignação!

São pais que aplaudem seus filhos…
Contaminados por toda forma de prostituição.
Só peço a Cristo misericórdia desses pequeninos.

Continue Reading

Coisas Simples

Uma vida que começa,
Com a intromissão de um bisturi.
São os risos mais lindos que vi,
Promessa de outrora, eu cri.

Sirva-me um café, ou um chá se não tiver…
Bora conversar ali,
Lembrar de como é simples sorrir!
Puxa a cadeira, ou só me observe…

Respire fundo, brinde à vida.
Faz valer a pena!
O tempo que tu tem nessa Terra.

Vou bater palmas pro pôr do sol,
Correr na areia até cansar,
Tomar banho nua no mar.

Continue Reading