Filho

Quando descobri que te esperava,
Precisei me desarmar de tudo que pensava…
Jesus ouviu minha oração simples na cozinha,
Aquele dia de tardinha, lavando a louça…
Eu te queria, como queria!
Mas o medo era meu gigante.

Pelas minhas contas você já estava aqui,
Em mim.
Mas eu ainda não sabia,
Meu presente de 30 anos já estava embrulhado.

Nos três primeiros meses eu sofri bastante filho,
Acho que você também né?
Estávamos nos acostumando,
Nossos hormônios a mil,
Sua testosterona me fez odiar tudo que amo,
E pedir um açaí de 500 ml, às 23h, que detesto!

Eu lembro do primeiro dia que te senti mexer,
Você me fez cócegas filho, eu ri!
Depois eu viciei, e quando você fica quietinho eu te cutuco,
Fala comigo! Ei, você tá bem?

Estamos na reta final!
Falta bem pouco pra eu conhecer seu rostinho,
Pra você chorar e me fazer sentir impotente por não entender o que precisa,
Pra eu morrer de amor contigo nos meus braços,
Pra eu chegar do trabalho e você abrir seus bracinhos chamando por mim!
Mãe, mamãe.

Te olhar todos os dias,
Lembrar com detalhes do processo,
De espera, amadurecimento, dor e aprendizado…
Ter a responsabilidade diária de formar um cidadão de bem,
Cuidar da sua saúde física, mental e espiritual,
Com a consciência de que um dia você vai trilhar seu caminho,
E vai sair das minhas asas,
Para voar.

De uma coisa eu tenho certeza,
Aqui dentro tudo mudou, para sempre.
Você veio para me ensinar,
Sobre o verdadeiro amor,
Sobre a real resiliência.

Que Deus te abençoe meu filho,
E sobre ti seja derramada toda Graça.
Venha no seu tempo,
A dor que eu vou sentir é pra gerar vida!
E quando o oxigênio entrar em seus pulmões,
Seu primeiro choro,
Eu serei a primeira a te abraçar e dizer
Estou aqui, sempre estarei!
Amado do Senhor.

Continue Reading

2º trimestre da gravidez: quem somos nós?

Chegamos no segundo trimestre! A barriga já apareceu, a ficha enfim caiu, há um serzinho crescendo dentro de mim.

Estamos no meio do caminho… As náuseas diminuíram 98%, as cólicas desapareceram e o medo estabilizou. Mas e agora, quem somos nós? As roupas já não cabem mais, estamos ficando irreconhecíveis no espelho, as vezes queremos aconchego, as vezes ficar só! Sentimos uma fome absurda, e a culpa, de sentir culpa por estar engordando… A grana está curta, será que daremos conta de todo enxoval até o parto? As pessoas nos olham com ternura, acham todas as grávidas lindas, enquanto nós… 

Não posso negar, estou me sentindo bemmm melhor do que no 1º trimestre! Mas as transformações em nosso corpo acontecem tão rápido, uma explosão de hormônios que não dá tempo nem da gente pensar… É desesperador, e ao mesmo tempo maravilhoso!

Tenho visto muitos vídeos de grávidas e mãezinhas, onde elas relatam suas experiencias, e isso é ótimo! Bom saber que não é só eu que penso: “será que meu bebê tá vivo?”, “acho que vou fazer uma uma ultra, tem algo errado“, “meu bebê parou de mexer“, “vou morrer no parto“, “minha barriga deveria estar maior” (Risos) É tenso!

O segundo trimestre engloba a 13ª até a 24ª semana de gestação, nela o risco de aborto espontâneo diminui para 1%, assim como o risco de mal formação do sistema nervoso. Um dos exames mais importantes dessa fase é a translucência nucal, essencial para saber se o bebê tem Síndrome de Down ou outras doenças genéticas. 

Eu não contei a MELHOR PARTE: É nessa fase que sentimos nosso bebê mexer pela primeira vez! Umas cócegas bem singelas, o suficiente para a gente se sentir a pessoa mais especial do mundo!

No mais, estou pensando seriamente em usar uma fralda ou dormir no vaso, porque olha!

E vocês meninas, contem suas experiências do 2º trimestre, vou amar saber!

Beijinhos

Continue Reading

Uma vida em formação

Que louco tudo isso! Um misto de felicidade, medo, ansiedade e gratidão. Uma vida em formação dentro de mim…

Por enquanto eu não sei nada, ando lendo e assistindo muitos vídeos de mamães. Um universo totalmente novo para mim, incrível! Foi o melhor presente de aniversário que podia ganhar! Deus é maravilhoso, eu achava que não podia ser mãe e sempre disse que não queria por medo.

Já passamos pelo 1º trimestre, e não sei para você, mas essa fase está sendo bem difícil pra mim! Vômitos, azias, mal estar, um calor insuportável, nojo de alimentos que eu amava, vontade de outros que eu nunca gostei… Ahhh a gravidez! Ela dá um nó na nossa cabeça, multiplica os hormônios e faz a gente repensar todos os nossos conceitos! 

Coisas que ninguém conta sobre os três primeiros meses:

– Um sono que não passa nunca;

– Além dos exames de imagem (ultrassonografia), a gente faz uma bateria de exames de sangue (uns 20 no mínimo, para começar);

– Precisamos tomar ácido fólico (ferro) que deixa um gosto horrível na boca, além de outras vitaminas que não são nadinhas baratas!

– Tudo bem se você não morrer de amores pelo seu bebê no primeiro momento, ainda estamos em processo de adaptação e isso vai durar até ele nascer;

– Ficamos absurdamente sensíveis, choramos a toa, por tudo e por nada. E depois de minutos passa, a gente ri, e nem lembra porque chorou (é tenso).

– Falta de ar querida, será mais constante que piscar os olhos!

Por fim, permita-se a não fazer nada quando estiver indisposta e não se culpe por isso. Vai passar! Essa semana tem ultra para saber o sexo, mas ficarei na curiosidade… Vou fazer chá revelação 👧👦

Fiquem na paz 😘

 

 

Continue Reading